Se você não parar, a vida não para sozinha

Estamos soterrados de coisas. Boleto pra pagar, trabalho pra fazer, horário pra cumprir, coisas pra consertar. Quando você percebe, já acabou a semana, o mês, o ano.

Pior que isso também acontece com nossa vida pessoal. Tudo fica automático: conversar com a namorada, jantar com o marido, brincar com as crianças. Vemos tudo como mais uma tarefa a cumprir. E o mais triste, tudo cansa.

Mas te digo, tem solução e o começo é bem simples. 

A primeira coisa a fazer quando estiver nesse furacão cotidiano é prestar atenção no que você está sentindo. Isso mesmo, olhar para dentro. E principalmente, buscar definir as coisas.

Porque no meio desse turbilhão a gente sente tudo meio vago. Ficamos tristes, irritados e até choramos sem saber o porquê. A alegria também pode passar em branco porque a gente não estava lá de verdade. Enquanto as pessoas ao nosso redor se divertem, nossa cabeça espera apenas tudo acabar para seguir para o próximo compromisso. 

Portanto, pare, respire, e refaça o caminho interno dos seus sentimentos. O que você está sentindo, onde começou e como chegou até aqui? 

Muita gente acaba caindo no meu consultório e mal sabe dizer o que está acontecendo. Quando pergunto, o que te trouxe aqui?, tenho como resposta: nem sei bem, mas acho que preciso de alguma ajuda… 

Dar nome às coisas foi umas das primeiras tarefas que Deus pediu para Adão. Não foi por puro acaso, tenho certeza. 

Curso Buscando o Sentido da Vida
Você já conhece o nosso curso “Buscando o Sentido da Vida”? Clique na imagem para saber mais!

Tags:

  • João Paulo Borgonhoni, mais conhecido por Jota, sempre se interessou por pessoas e relacionamentos. Quase se afogou algumas vezes na vida mas sobreviveu. Hoje é professor e psicólogo (crp 08/17582).

    • Mostrar Comentários (0)

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    comment *

    • name *

    • email *

    • website *

    You May Also Like

    Como sustentar um casamento: seja uma âncora

    Deixa eu contar um pouco da história do meu casamento.  Quando conheci minha futura ...

    3 motivos para você começar a estudar a imaginação hoje mesmo

    Aqui nos Náufragos nós falamos bastante de imaginação. O tema já foi explorado até ...

    Conversar não custa nada

    Das inúmeras coisas que precisávamos pensar e definir sobre Os Náufragos, uma era de ...